III Simpósio de Grupos de Pesquisa Sobre Formação de Professores do Brasil.

Nos dias 3 e 4 de outubro acontece o III Simpósio de Grupos de Pesquisa Sobre Formação de Professores do Brasil. O evento é uma construção do Grupo de Trabalho GT8 – Formação de Professores da Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Educação – ANPED.

Mais informações  acesse o site.

Grupo Educas participa do XXIII Encontro de Pesquisa Educacional do Nordeste – EPEN

No período de 20 a 23 de setembro de 2016, na Universidade Federal do Piauí, docentes de Programas de Pós-Graduação e Pesquisadores em geral; discentes dos cursos de Doutorado e de Mestrado; Professores/as da Educação Básica vinculados a grupos e/ou projeto de pesquisa; e estudantes da Graduação de Iniciação Científica marcaram presença na reunião científica regional da Associação Nacional de Pós-Graduacão e Pesquisa em Educação (ANPED) com a temática “Caminhos da pós-graduação em educação no nordeste do Brasil: avaliação, financiamento, redes e produção cientifica”. A solenidade contou com a presença de autoridades locais, a presidente da ANPED, Profa. Andrea Gouveia, a vice-presidente da regional Nordeste, Profa. Isabel Sabino e o vice-presidente do Forpred nacional, prof. João Batista Carvalho Nunes.

img-20160921-wa0012

img-20160921-wa0022

img-20160921-wa0001

 

img-20160921-wa0004

img-20160921-wa0020

img-20160921-wa0022

Bolsista de Iniciação Científica apresenta trabalho na IX semana de pedagogia da UFC

jessica

Participaram da IX semana de pedagogia da Universidade Estadual do Ceará – UFC os bolsistas Jéssica do Carmo Carnete e Leonardo Colares com trabalho intitulado “A Licenciatura ou Bacharelado: Em Curso de Ciências Biológicas”, orientados pela Profa.Dr. Silvina Pimentel Silva .

 

Integrantes do Projeto OBEDUC participam do Colóquio dos Projetos OBEDUC da Região Nordeste.

1aa4ea_fb49d10bf93549eb87b098966aa09d71

Pesquisadores, Coordenadores e Participantes dos Observatórios da Educação se reuniram no Colóquio dos Projetos OBEDUC/ EDITAL 2012 da região Nordeste na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) em Campina Grande. O evento contou com a participação de projetos contemplados pelo Edital/CAPES 2012 com a finalidade de apresentar prévios resultados de cada pesquisa.

Acompanhe o site do evento http://obeduc.com.br/

 

III Forúm de pesquisa do OBEDUC: Desenvolvimento Profissional Docente e Inovação Pedagógica

ufop-centro-de-convergencia_280x210

O III Fórum de pesquisa sobre o desenvolvimento profissional docente e inovação pedagogica é uma ação de intercambio entre integrantes do observatorio sobre essa tematica, com nucleos da UECE (Ceará) UNIFESP (São Paulo) UFOP (Minas Gerais). O evento acontecerá nos dias 27, 28 e 29 de maio no Insituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Seu principal objetivo é discutir o desenvolvimento das ações do projeto Desenvolvimento Profissional Docente e Inovação Pedagógica: estudo exploratório sobre contribuições do PIBID, apoiado pelo pelo Programa Observatório da Educação – OBEDUC (Edital CAPES nº 049/2012).

Saiba mais sobre o Programa em: http://obeducuece.wix.com/pesquisa

Sep 30 2015

POLÍTICA EDUCACIONAL NO BRASIL: INTRODUÇÃO HISTÓRICA

4455254a-1984-4964-b384-2249ad9c726c

Sep 30 2015

EDUCAÇÃO RURAL EM PERSPECTIVA INTERNACIONAL

3b16385a-bc1d-4468-b132-9a84aa195713

Sep 30 2015

APRENDER A SER PROFESSOR: APORTES DE PESQUISA SOBRE O PIBID

c949fe49-88b9-415e-95cb-61043aec87da

Sep 30 2015

Amália Chavier

50ada549-a867-41c8-b776-c90bf04b6f88

Aug 29 2015

CARTOGRAFIA DAS RELAÇÕES DE SABER/PODER DOS PROFESSORES DAS LICENCIATURAS

 

 
 Este estudo, desenvolvido no âmbito da linha de pesquisa História da Educação e Cultura Escolar, situa-se na área de Formação de Professores e integra o núcleo de História e Avaliação Educacional do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Estadual do Ceará (UECE). A trajetória da constituição da escolha de nosso objeto de pesquisa e dos procedimentos teórico- metodológicos objetiva a melhoria dos processos formativos dos professores, bem como pela atuação e compromisso com a educação; desta forma, o desenvolvimento da referida pesquisa faz parte da trajetória de um conjunto de pesquisadores, formado por professores e seus orientandos de Iniciação à Pesquisa, Mestrado e Doutorado de nosso núcleo, bem como de outros integrantes nesta pesquisa. Projeto financiado através da MCTI/CNPQ/Universal 14/2014. Nossa investigação está focada nos processos formativos dos professores. Consideramos que quando os docentes são reconhecidos pelos seus pares como os responsáveis por algum tipo de formação, devido às escolhas feitas, saberes específicos, formação ou práticas exercidas, os profissionais que são destacados assumem uma relação de saber/poder. Representar aqueles que ficam responsáveis, como se todos os docentes não estivessem responsabilidade, pela formação pedagógica dos alunos/professores é motivo de destaque dentre os que fazem parte do corpo docente dos cursos de licenciatura. Em muitos cursos os professores que assumem as disciplinas e atividades, especificamente pedagógicas são nomeados de especialista no ?ensino de?. O discurso que afirma que ?eles são os que sabem sobre o referido assunto? representa um espaço de poder a ser exercido. Desvelar as relações de saber/poder é considerar a constituição de campos de saber, sinalizando a existência de relações de poder, segundo Foucault (2007). Para melhor compreendermos a demarcação e exercício no espaço de poder definido anteriormente estamos propondo um desenho cartográfico. Utilizaremos um termo oriundo da cartografia devido ao que representa no ofício do cartógrafo. O desenho minucioso que ajudar a localizar. A elaboração dos mapas a partir dos resultados das observações diretas ou da exploração da documentação, bem como da sua utilização é algo muito similar ao que vamos realizar. A elaboração dos percursos (desenhos) de formação, constituição dos saberes e práticas ocorrerão objetivando possibilitar a orientação e reorientação dos processos de formação de professores nos cursos de licenciatura. Acreditamos que, conhecendo melhor os que trabalham e como trabalham os profissionais que estão responsáveis diretamente pelas formações especificamente pedagógicas, podemos auxiliar constituição/reconstituição dos currículos, na formação dos professores formadores e na melhoria dos processos formativos nos cursos de licenciatura. Considerando o contexto nacional em relação à necessidade de formar novos professores, a presente pesquisa possui uma importância estratégica na criação, implantação, melhoria dos cursos de licenciatura. Os resultados da investigação poderão servir de indicadores necessários a toda instituição de ensino que objetiva formar, com a qualidade necessária, profissionais que tenham competência na área específica do conhecimento que lecionam, mas atuando no magistério utilizando as especificidades relativas à área pedagógica.

May 30 2015

O Professor do Ensino Superior e a Pesquisa: qual relação e prática pedagógica

Equipe Executora (Docente/Discente/Técnico/Colaborador Externo):

Dra. Silvina Pimentel Silva- Coordenadora

Dra. Isabel Maria Sabino de Farias – Pesquisadora

PhD. Jacques Therrien – Pesquisador

Dra. Silvia Maria Nóbrega – Therrien – Pesquisadora

Dra. Maria Zenilda Costa – Pesquisadora

Colaboradores e Bolsistas de Iniciação Científica

 

Qualificação do principal problema a ser abordado:

Esta pesquisa, intitulada O Professor do Ensino Superior e a Pesquisa: qual relação e prática pedagógica?, envolve participantes dos grupos de pesquisa “Educação, Cultura Escolar e Sociedade” (da UECE/Centro de Educação), “Educação e Saúde Coletiva” (da UECE/Centro de Ciências da Saúde) e “Saber e Prática Social do Educador” (da UFC/ Faculdade de Educação), que vêm aglutinando interesses em torno do trabalho docente e sua relação com a pesquisa no âmbito do Ensino Superior. A iniciativa constitui desdobramento de investigações empreendidas pelos pesquisadores desses grupos no sentido de dar continuidade e ampliar os estudos que tratam do fazer docente desses professores. Nesta proposição, indaga sobre as práticas pedagógicas desenvolvidas em cursos de graduação por docentes universitários que não mantêm relação direta com atividades de pesquisa no âmbito da universidade pública.

O interesse da proponente por esta temática tem motivado as investigações que vem desenvolvendo no decurso de sua carreira profissional. Nesse período realizamos pesquisa sobre concepções e práticas de pesquisa na Universidade Estadual do Ceará e o seu significado para formação docente, analisando limites e/ou possibilidades de se está transformando a prática da pesquisa em princípio educativo de formação (SILVA, 2007). Tal iniciativa, apoiada pela FUNCAP (Edital FUNCAP 2005/2006) representou avaliar a efetividade das contribuições da formação na universidade, como potencializadora do exercício da pesquisa; identificar que concepção e prática de pesquisa têm os alunos formados em curso de pedagogia; e ponderar sobre quais elementos da formação na universidade contribuem/orientam para a formação do professor pesquisador.

Durante o mestrado e o doutorado (SILVA, 2005, 2008), os estudos realizados gravitaram em torno da formação de professores em cursos de graduação. No primeiro, abordamos questões ligadas à natureza e o papel dos fundamentos teóricos na formação do educador, partindo da indagação: quem forma o educador? O segundo, teve como foco central de análise a discussão sobre a prática de pesquisa no espaço e no tempo de formação do(a) pedagogo(a), com base no envolvimento em Programa de Iniciação Científica-IC. As investigações incidiram sobre as experiências dos grupos: Saberes e Práticas Sociais do Educador, da Universidade Federal de Ceará-UFC e do grupo Política Educacional, Docência e Memória, da Universidade Estadual do Ceará-UECE. O objetivo geral fora compreender em que medida a participação em grupos de IC, na Universidade, constituiu-se, para pedagogos e pedagogas que deles participaram, em experiências formadoras para o exercício de suas atividades profissionais. Consta nesse estudo o inventário da constituição desses grupos, seus percursos, no período que vai de 1985 a 2005, os modos de inserção, as dificuldades de acesso, da importância atribuída à participação e, também, destacados os elementos que contribuem para esclarecer melhor os significados e implicações da inserção em atividades dessa natureza. As perguntas vestibulares consubstanciam-se por averiguar: as aprendizagens com o envolvimento em grupos de pesquisa contribuíram para uma formação melhor qualificada, para um diferencial de formação? Dentro desse intento estão interpretados os significados e as contribuições dessas experiências para o desempenho nas  atividades como profissional da educação e do ensino. Falamos do que significou para esses alunos(as) o conhecimento adquirido, o caráter formador dessas experiências, no que se transformaram em algo novo e diferenciado, no que colaboraram para solidificar as suas compreensões e reflexões. Enfim, no que ampliaram a liberdade de criação ou alteraram seus posicionamentos frente ao mundo (SILVA, 2008).

Na continuidade de nossos estudos, desenvolvemos proposta de pesquisa apoiada pela FUNCAP (Edital 2008) com o propósito de compreender a gestão pedagógica das disciplinas ligadas à pesquisa no âmbito da docência em curso de pedagogia, bem como sua relação com as orientações presentes em seus projetos formativos. Partiu-se do pressuposto de que a idéia de pesquisa como eixo de formação não vêm orientando o “modus operandi” do curso de Pedagogia. Em torno dessa suposição centramos a pergunta primeira desta iniciativa: Qual a relação entre a gestão pedagógica efetivada pelos formadores de formadores nas disciplinas ligadas à pesquisa em tais cursos e os propósitos relacionados à formação de professores da Educação Básica de desenvolver competências e habilidades pela reflexão na ação? A problemática da pesquisa incide sobre a natureza do “saber ensinar”, da relação ensino e pesquisa em contexto real da prática. Os resultados dessa aproximação revelaram que é significativo (dos 53 professores, 29 não atua em pesquisa) o contingente de docentes com titulação de doutor, mas sem atuação explícita com pesquisa (não ministra disciplinas ligadas à pesquisa e ou não participa de grupos e projetos de pesquisa).

Esta investigação vinculou-se a estudo mais amplo denominado A cultura docente face à formação para a pesquisa: a gestão dos saberes na docência universitária e apoiado pelo CNPq (Edital Universal Nº 14/2008). Este abordou a relação entre ensino e pesquisa na prática docente em cursos de graduação no âmbito da universidade pública, portadora de valiosos subsídios para as análises que empreenderemos nesta proposta.

Ademais, subjacente a esses entendimentos encontra-se a preocupação de alargar o raio das investigações que tratam do não envolvimento de professores na articulação ensino pesquisa, elemento indispensável à formulação do saber, das descobertas, como atividade intencional e inseparável dos objetivos da vida escolar e acadêmica. Além do que, apresenta-se como oportunidade de aproximação e colaboração interinstitucional entre pesquisadores experientes e iniciantes de duas Universidades públicas, e, também, contribui para o reconhecimento da importância do professor ensino superior tornar-se agente mediador da prática da pesquisa no espaço da formação.

May 15 2015

A Pesquisa na Docência Universitária: vivências, significados e implicações na prática pedagógica

Equipe de Trabalho:

Dra. Isabel Maria Sabino de Farias (Coordenadora)

Havenna Lima Madeira (Bolsista IC/CNPq)

Ingrid Cristine de Sousa Vasconcelos (Bolsista IC/CNPq)

Lidiane Sousa Lima (Bolsista ICT/FUNCAP)

Mayara Hemellyn Lopes Mendes (Bolsista ICT/FUNCAP)

Resumo:

O projeto A Pesquisa na Docência universitária: vivências, significados e implicações na prática pedagógica é fruto de iniciativa mais ampla intitulado O Professor do Ensino Superior e a Pesquisa: qual relação e prática pedagógica que agrega integrantes dos grupos de pesquisa “Educação, Cultura Escolar e Sociedade” (da UECE/Centro de Educação), “Educação e Saúde Coletiva” (da UECE/Centro de Ciências da Saúde) e “Saber e Prática Social do Educador” (da UFC/Faculdade de Educação). A iniciativa é resultado de desdobramentos de investigações empreendidas pelos pesquisadores desses grupos  sobre a relação ensino e pesquisa na prática de docentes. A  preocupação da proposta recai sobre docentes universitários com titulação de mestre, doutor e estágio de pós-doutoramento que não participam de atividades de pesquisa, dando ênfase nos cursos de Matemática e Física. Seu objetivo é contribuir para o debate sobre a relação pesquisa e ensino na docência universitária, em particular sobre a prática dos professores dos Cursos de graduação em Matemática e Física que não mantêm relação direta com atividades de pesquisa. A investigação encontra aporte metodológico no estudo de caso, tendo como procedimentos de coleta e análise de dados as entrevistas semi-estruturadas e de explicitação, a observação direta em sala de aula e análise documental.

Palavras-chave: Docência Universitária – Pesquisa – Ensino.

Apr 23 2015

III Forúm de pesquisa do OBEDUC: Desenvolvimento Profissional Docente e Inovação Pedagógica.

ufop-centro-de-convergencia_280x210

O III Fórum acontece nos dias 27, 28 e 29 de maio no Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Seu principal obejetivo é discutir as ações do Projeto de Desenvolvimento Profissional Docente e Inovação Pedagógica: estudo exploratório sobre contribuições do PIBID apoiado pelo Programa Observatório da Educação – OBEDUC (Edital CAPES nº 049/2012).

O evento é uma ação de intercâmbio entre integrantes do Observatório sobre essa tamática, com núcleos na UECE (Ceará), UNIFESP (São Paulo) e UFOP (Ouro Preto).

Jan 30 2015

OBSERVATÓRIO DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE E INOVAÇÃO PEDAGÓGICA: ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE CONTRIBUIÇÕES DO PIBID

O Observatório Desenvolvimento Profissional Docente e Inovação Pedagógica, iniciativa apoiada pelo Programa Observatório da Educação ?OBEDUC/CAPES (Edital nº 049/2012), desenvolve investigação em rede intitulada ?Desenvolvimento Profissional Docente e Inovação Pedagógica: estudo exploratório sobre contribuições do PIBID?. Articula estudos de grupos de pesquisa de três Programas de Pós-Graduação em Educação situados nas regiões Nordeste (na UECE-CE, o EDUCAS) e Sudeste (na UFOP-MG, o FOPROFI; e, na UNIFESP/SP, o GEPEPINFOR) do Brasil. Cada instituição constitui um Núcleo, com sede na UECE/PPGE. O Núcleo UECE é formado por professores, doutorandos, mestrandos, graduandos e professores da Educação Básica. O desenho dessa investigação condensa indagações sobre como os professores se desenvolvem, assumindo como foco a contribuição do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) para o desenvolvimento profissional de professores da Educação Básica que participam do programa desde 2007 como coformadores, vivenciando também processo continuado de formação e desenvolvimento centrado na escola. Questiona-se sobre a formação vivenciada e sua contribuição para o desenvolvimento profissional desses docentes, em particular para a melhoria e inovação das práticas de ensino. São objetivos da proposta: a) Identificar aspectos da experiência formativa do PIBID aos quais possam ser atribuídos contribuições para fomentar uma profissionalidade docente superadora da racionalidade técnica e que posicione os professores da Educação Básica como sujeitos produtores de saberes sobre sua profissão; b) Favorecer a pesquisa em rede sobre desenvolvimento profissional docente, consolidando grupos de pesquisa nessa área vinculados a Programas de Pós-Graduação em Educação no eixo Nordeste e Sudeste; c) Organizar dados educacionais regionais no âmbito do eixo Nordeste e Sudeste, produzidos pelo INEP, como subsídio ao aprofundamento de estudos sobre o perfil das escolas e dos professores que compõe o PIBID, assim como para fomentar novos estudos. Trata-se de investigação qualitativa empírica exploratória sobre a experiência de formação continuada e de desenvolvimento profissional de professores coformadores do PIBID. Docentes da Educação Básica que atuam no PIBID em São Paulo (São Paulo, Guarulhos e Diadema), Ceará (Fortaleza, Limoeiro do Norte, Crateús, Tauá e Crato) e Minas Gerais (Itabirito, Ouro Preto, Mariana, Acaiaca e Diogo Vasconcelos). Prevê-se o uso de procedimentos de coleta de dados diversificados: questionário eletrônico, análise documental e entrevista.

Dec 30 2014

DIDÁTICA E DOCÊNCIA: APRENDENDO A PROFISSÃO

 

O livro Didática e Docência: aprendendo a profissão integra a Coleção Formar, cuja finalidade é contribuir para a disseminação de conhecimentos necessários à formação de profissionais de educação e de outras áreas das humanidades. As autoras partem da premissa de que o fazer docente e uma atividade situada, não neutra e distante de improviso. Inclui reflexões sobre o ensino, seus pressupostos, determinantes sociais e modos de concretização. A escolha das temáticas nele abordadas se apoio no inventario das pautas recorrentes ou ausentes nas publicações em circulação sobre o assunto, bem como na intenção de assegurar conhecimentos pedagógicos básicos que fortalecessem o trabalho docente numa abordagem crítica e contextualizada .

Older posts «

» Newer posts